Tag Archives: poesia

FOTO ADRIANA CREDITOS VITORIA RODRIGUES

Purpurinar: poesia para pessoas com deficiência visual

Com muita compaixão e amor pela poesia, a escritora Adriana Ribeiro é uma das novidades apresentadas na edição OURO da Pense Mais. Ela criou o projeto Purpurinar, que há mais de sete anos disponibiliza poesia na internet para pessoas com deficiência graças aos ledores virtuais, promove o voluntariado à distância, incentiva quem escreve e ainda contribui para […]

dandis

Adicione a playlist – Dândis

Faz algum tempo que não utilizamos a última sexta-feira do mês para indicarmos um novo grupo, mas isso acaba hoje. Você já ouviu falar da Dândis? Se não, está perdendo muita coisa. O duo é responsável por lindas letras e melodias incríveis, carregadas dos doces acordes do violino. Passeando entre o pop e o folk, […]

pina

O dia delas está chegando!

Para comemorar o Dia Das Crianças (12 de outubro), as instituições da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo prepararam atividades especiais para toda a família e, principalmente, pra criançada. Contações de histórias, apresentações musicais, visitas temáticas em exposições e oficinas estão entre as atrações. Confira os destaques da programação no dia 12 de outubro: […]

poesia nas ruas

Muros são mídias sem censura

Que tal conhecer novos poetas? O perfil @poesiasdasruas, no instagram,  nos dá a oportunidade de repararmos em coisas que passam despercebidas, como as poesias escritas nos muros de nossas cidades. Com toda certeza você já deve ter visto alguma por ai. Como diz o próprio perfil, “os muros são mídias sem censura”, então pra que […]

brasil

Eu tenho um Brasil guardado em algum lugar!

Por Audelina Macieira Eu tenho um Brasil guardado em algum lugar! Eu tenho um Brasil guardado no bolso de minha camisa ele está dobrado, manchado e amarrotado com índios nos quintais, negros nos varais e brancos nas calçadas pedindo esmolas o resto é tudo mestiço, misturados nesse céu de azul anil. No meu Brasil tem […]

Foto de Douglas Braga

Pense + poesia

“Já tive ouro e fui dona do tempo Mandei no vento e paguei um prato de comida à vista. Mas, em nenhum momento na vida tive o poder de comprar a dor da partida, a dor da saudade que mata e fim.” (Audelina Macieira)

brasil.2

Mantenham o espírito unido!

Por Ana Claudia Marques   Ainda sou eu, mesmo que agora vilipendiada; Ainda sou eu, Pátria, Gaia, mulher amada, Ainda sou eu, Mesmo nação iniciante. Não me perco Pois há o passado que me conta: Eu sou forte, sou guerreira, eu sou luta. Ó ventre fértil, sobre meu destino reino, absoluta. Filhos meus, em todo […]

Parque

Parque Por Fabrício Corsaletti   as folhas das árvores não fazem nenhum esforço para permanecer presas nos galhos ao vento e caem no chão do parque como tantas vezes caí dentro e fora da vida   mulheres duronas desabam em sofás quebrados antes e depois de se arrastar pelas calçadas do centro até escritórios à […]