FOTO ADRIANA CREDITOS VITORIA RODRIGUES

Purpurinar: poesia para pessoas com deficiência visual

Com muita compaixão e amor pela poesia, a escritora Adriana Ribeiro é uma das novidades apresentadas na edição OURO da Pense Mais. Ela criou o projeto Purpurinar, que há mais de sete anos disponibiliza poesia na internet para pessoas com deficiência graças aos ledores virtuais, promove o voluntariado à distância, incentiva quem escreve e ainda contribui para a leitura de poesia em língua portuguesa e estrangeira. Descubra a purpurina que há em você, ilumine-se apoiando quem não pode ler.

Por Adriana Ribeiro

Foto Vitória Rodrigues

Um céu de gratidão. Você já notou que cada manhã o céu está diferente? Às vezes está azul, azul, sem uma nuvenzinha. Em dias ensolarados, tudo parece brilhar e nosso ânimo ganha uma energia extra. Outras vezes, o azul é acentuado pelo contraste com o branco das formas arredondadas das nuvens, que parecem gigantes e macias almofadas.

Eu adoro ver os chumaços de algodão espalhados espaçadamente no céu, quase transparentes, espreguiçando-se devagar sobre mim. Aliás, existe coisa melhor do que deitar-se na grama num domingo de sol e adivinhar os personagens e objetos inusitados com que as nuvens brincam entre si?

Quando está nublado, parece que não tem nada a ser observado… um véu de nostalgia nos envolve, reduzimos nosso ritimo e prevemos chuva… Nesses dias, como seria bom tomar um chá quente, talvez embaixo dos cobertores, comendo pipoca e bolo de chuva!

Brilhante feito uma piscina ou esfumaçado de cinza, o céu nos oferece um espetáculo diário! E eu ainda nem mencionei o esplendor do nascer e do por-do-sol… a sensação de paz que eles nos proporcionam. Uma aquarela divina colore o horizonte, enquanto um milagre silencioso nos convida a contemplar a beleza gratuita que tão facilmente passa despercebida por nós.

Foto Adriana Credito Vitoria Rodrigues

Compaixão e com paixão. Ao reconhecer a dádiva de poder observar o céu, dia após dia, eu me sinto imensamente grata pela possibilidade de enxergar, e lembro com infinita compaixão a pessoa com deficiência visual.

Penso que, de certa forma, assim como o céu, uma das mais gloriosas expressões da Natureza, o gênero literário poético também não está disponível para todos, seja pela difícil compreensão que exige e/ou por sua limitada exposição em nosso dia-a-dia. Ambos são fontes de indescritível alegria e inestimáveis alvos de minha admiração. E foi assim que nasceu o projeto Purpurinar: para oferecer poesia àqueles que não podem ler.

O projeto tem esse nome pois acredito que somos todos poeira no ar mas com o voluntariado viramos purpurina, nos iluminamos ajudando. Outra metáfora que eu gosto de ter em mente é que somos vaga-lumes e, juntos, podemos criar grandes clarões na noite da floresta em que todos nos encontramos, chamada condição humana.

DOACAO AUDIO LIVRO Alta Resolucao

De meia-noite às seis. Além dos livros em braile, a pessoa com deficiência acessa o conhecimento por meio da audição. Com essa informação em mente, eu me sentei em frente ao computador, baixei um programa de gravação de voz e, no silêncio da madrugada da primavera de 2009, criei o primeiro audiolivro do projeto Purpurinar. Eu li e gravei as poesias do meu livro Movimento Íntimo – eu já contei que eu escrevo desde os nove anos, sou jornalista e tenho três livros de poesia espiritual publicados? J

Depois de produzir o cd, com a ajuda de uma amiga, reproduzi trinta mídias dessa matriz, que foram doadas a um grupo de apoio aos deficientes visuais de uma comunidade religiosa local. A distribuição dos cd’s foi acompanhada por uma palestra sobre a importância da poesia para o autoconhecimento. Posteriormente, consegui o apoio voluntário de uma empresa gráfica para fazer a capa do cd como também de dois profissionais de áudio que melhoraram a gravação.

FOTO ORELHA LIVRO CREDITO VITORIA RODRIGUES

Voluntariado virtual. A idéia de publicar um site para disponibilizar os áudios dos textos lidos se mostrou bastante natural, pois o acesso na rede é muito maior e não depende de uma mídia física. Eu também acreditei que poderia servir de incentivo a quem escreve e quer divulgar seus poemas ou ainda para quem quer ajudar mas não dispõe de muito tempo. Sem saber, eu estava criando a figura do “ledor virtual”.

Eu nunca havia ouvido falar em nenhuma iniciativa parecida, mas graças ao boca-a-boca e com as instruções publicadas no site www.purpurinar.com.br, os áudios dos voluntários começaram a chegar no meu e-mail, e hoje somam-se mais de 150 colaboradores e uma fonte de 350 arquivos. Depois de recebidos e selecionados, os áudios são disponibilizados no site e na página do projeto no Facebook.

De uma só vez eu consegui levar a poesia para quem não pode ler, incentivar quem gostaria de ter seus próprios poemas divulgados, facilitar o processo para quem quer ajudar à distância e ainda promover a leitura de poesia entre os voluntários.

Do primeiro cd, já foram distribuídos gratuitamente cerca de 300 exemplares. E para que esse banco literário seja conhecido pelo público alvo, é feita a divulgação do site nas principais instituições de deficientes visuais do Brasil (cerca de 50).

Máquinas de Braile. Em 2014, gravei meu segundo audiolivro Vitrais, Por Onde a Vida Entra Sem Dor. Com o apoio do Fundo de Apoio à Cultura do GDF o livro foi ainda impresso em tinta (livro comum) e em braile para doação nas bibliotecas das instituições especializadas. Com a venda dos exemplares do Vitrais também foi possível comprar três máquinas em braile, utilizadas para o aprendizado do Sistema Braille, para o Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais do Distrito Federal e a Escola de Música de Brasília. (ah, esqueci de mencionar que, nesse processo, eu fui aprender braile para entender o contexto da pessoa com deficiência).

O projeto Purpurinar é inteiramente voluntário sem a participação de cada um dos ledores virtuais, essa iniciativa não existiria. Ser um voluntário é mais fácil do que você imagina. Você pode fazer isso agora, no conforto de sua poltrona, no seu computador ou no celular. Siga o roteiro que criamos para você no site www.purpurinar.com.br e envie seu áudio hoje mesmo! Descubra a purpurina que há em você, ilumine-se apoiando quem não pode ler.

Projeto Purpurinar

www.purpurinar.com.br

Facebook: www.facebook.com/projetopurpurinar

Envie seu texto gravado para: projetopurpurinar@gmail.com