ray-charles

Parabéns ao Ray!

Em mês de #setembroamarelo, campanha de prevenção ao suicídio e valorização da vida, um grande lutador completaria mais um ano de vida. Se ainda estivesse entre nós, Ray Charles Robinson – popularmente conhecido como Ray Charles – completaria hoje 86 anos de vida.

Pra quem não conhece, Ray Charles tem o pequeno gabarito de ser eleito pela Rolling Stone o 2º maior cantor e 10º maior artista de todos os tempos. Além disso, Ray Charles é considerado um dos gênios do R&B e um dos responsáveis pela introdução da música gospel no grande cenário musical.

Charles era filho de um reparador de ferrovia e uma lavradora. Quando muito pequeno viu seu irmão morrer afogado e aos sete anos de idade perdeu totalmente a visão. Frequentou uma escola para cegos e surdos, onde aprendeu a compor e tocar diversos instrumentos, dentre eles o piano, seu principal instrumento.

Ainda na adolescência ficou órfão e se mudou para Seattle, tentando seguir a carreira de músico. Sofria muito preconceito por conta de sua cor, inclusive porque nessa época, negros não podiam frequentar os mesmo lugares que os brancos, até nos ônibus eles eram separados.

Ray tinha delírios com a morte do irmão e sentia-se muito sozinho. Mesmo começando a conquistar o seu público e espaço na música, se envolveu com drogas. Durante muito tempo foi usuário de heroína, o que por vezes atrapalhou sua carreira e também o seu relacionamento.

Charles usou toda a força que teve durante todos esses anos lutando pela sua vida para lutar contra o seu vício. Após um longo período perdendo as batalhas, Ray venceu e conseguiu se livrar da heroína. Muito mulherengo, Charles teve 12 filhos com 7 mulheres diferentes.

Faleceu aos 73 anos de idade, às 11h35 do dia 10 de junho de 2004 em sua casa de Beverly Hills, onde estava com seus familiares, vítima de uma doença no fígado. Mas além da música, Ray Charles deixou a lição de que por mais empecilhos que a vida possa colocar no seu caminho, vale a pena lutar por ela.