depressao-social

Da alegria virtual à depressão real

Não é preciso procurar muito para encontrar uma relação entre as redes sociais e a depressão. Não, nós não estamos dizendo que as redes sociais não sejam legais, que não façam bem e muito menos que são as únicas responsáveis pela doença. Mas em tempos onde toda a vida está tão exposta, é importante lembrar de tirar um pouco os olhos da tela.

Uso compulsivo de redes sociais aumenta risco de depressão

Estudo afirma que Instagram é a rede social que mais causa depressão 

Cuidado! Além de inveja, o Facebook pode causar depressão, aponta estudo  

Redes virtuais, depressão real 

As redes sociais foram criadas com o objetivo de unir pessoas, tanto que elas indicam pessoas que gostam das mesmas coisas que você e/ou que tenha amigos em comum contigo. Cabe as pessoas saberem como utilizar essas plataformas. Marcar encontros, conhecer novas pessoas, falar com quem está distante, saber de eventos que irão acontecer próximos a você, são algumas das coisas positivas que elas nos trazem.

Em tempos onde o ativismo está tão em alta, é uma forma de debater opiniões, conhecer novos pontos de vista e muitas outras coisas que agregam valor, mas é muito importante que a pessoa não se torne uma escrava desses meios de comunicação. Algumas não conseguem viver no real, apenas no virtual. Pois acredita que na realidade eles estão sós e dentro daquele ambiente eles possuem muitos amigos.

Outro motivo para que as pessoas acabem se deprimindo com o grande tempo de permanência nas redes, é acreditar que a vida é exatamente como aparece na time-line. O que não é. As pessoas costumam postar fotos de momentos felizes, onde sempre aparecem cercadas de gente e de paisagens bonitas. Mas a vida não é o tempo todo assim.

Não podemos levar o que vemos nas redes como realidade absoluta. Todos temos nossos dias ruins, nosso momentos ruins e para superá-los é preciso muita dedicação e força. São nesses momentos que precisamos de palavras reais e abraços carnais. Por isso nós queríamos convidar os nossos leitores a participar da nossa campanha do Setembro Amarelo. Poste uma foto de um momento onde nem tudo sejam flores, coloque na legenda o que te deixa triste, como você faz pra superar e marque com as hashtags #setembroamarelo e #leioarevistapensemais. Queremos muito compartilhar sua história.