Mara Gabrilli1

Mara Gabrilli, o exemplo

2015 foi o ano de Mara Gabrilli. Ela foi homenageada em nossa edição de maio e seguimos de perto o trabalho desta ilustre guerreira. Conheço muitas mulheres brilhantes e revolucionárias. Mas, numa fase tão complicada para o nosso país, poucos são aqueles que conseguem fazer política bem feita. E ela se encontra nessa seleta lista de pessoas. Uma em um milhão, diria.

Se a vida a escolheu para atravessar uma série de obstáculos, ela, por outro lado, escolheu a vida para ajudar muitas pessoas. Mara Gabrilli topou escrever e colaborar com nossa revista deste a primeira edição, sem ter nenhum vínculo ou contato conosco. E com o passar do tempo, descobrimos uma mulher de fibra, com uma história impressionante e uma vontade de viver contagiante.

Hoje, Mara é deputada federal (PSDB-SP) e empreendedora social, entre muitos outros atributos e ocupações. Acredito que o grande diferencial dela seja justamente a capacidade de transformar adversidades em grandes oportunidades para se aprimorar e para mudar de vida.

Mara é a prova viva de que tudo (sem exceção) pode servir como motivação. Eventos como a morte de alguém querido, uma doença ou a perda do patrimônio causam profundas mudanças, balançam a estrutura de qualquer um. E quando isso acontece, é preciso decidir se ficaremos nos lamentando ou se faremos a diferença neste mundo.

Se a maioria prefere se lamentar, Mara é justamente a exceção que merece ser laureada, lembrada e homenageada por sua coragem, força de vontade e capacidade de superação.

Se hoje Mara vive um quadro de paralisia completa (devido a um acidente sofrido em 1994), pode-se dizer que, por conta dele, ela descobriu a situação de milhares de pessoas portadoras de necessidades especiais e decidiu enveredar pela política, para ser a voz dessas pessoas.

Portanto, em meio a um Brasil descrente, no qual novas denúncias de corrupção chegam a cada minuto, espero que possamos reproduzir o exemplo de Mara e enxergar na crise uma oportunidade para repensar nosso país, para crescer e para fazer a diferença no mundo.

Temos um país rico, uma cultura maravilhosa e um povo trabalhador. Será que não está na hora de virarmos o jogo? Gostaríamos de fechar este ano com um enorme “MUITO OBRIGADA” à Mara!