imagem[1]

Marciano Schmitz, um dos maiores surrealistas do mundo

Marciano Schmitz, um dos maiores surrealistas do mundo, do Rio Grande do Sul, do Brasil, sim Senhores.

Conforme vamos estudando arte, percebemos o quanto alguns artistas são vitais e que ficaria empobrecido sem eles. Marciano Schmitz é um desses casos. Pintor, escultor e professor, Marciano Schmitz nasceu em Novo Hamburgo, no dia 14 de maio de 1953. Sua formação inicial foi no Instituto de Belas Artes, em 1967.  Em 1974 e 1977 integrou dois movimentos de conscientização e interiorização da arte: Cavalo Azul e Casa Velha. Ao deparar-nos com suas obras, percebemos a influência surrealista, monumentalismo e realismo, chegando ao muralismo clássico. As suas telas e esculturas expõe um pintor regionalista e religioso com paisagens e obras sacras. Isso não significa que se limite a isso. Ao observar de perto suas obras, deparei com estilos variados, mostrando toda a versatilidade do artista. Porém, seu Rio Grande do Sul e seus campesinos surgem maravilhosamente em seus trabalhos, os belos cavalos, paisagens a perder de vista e coxilhas que enchem os olhos. Em alguns momentos me recorda Simões Lopes Neto e seus Contos Gauchescos.

marciano

Em toda sua trajetória, Marciano prima pela qualidade e pelo desenvolvimento de novas técnicas, saindo do lugar comum e transpondo seus arredores em tópicos classicistas ou abordagens surrealistas. Falar que ele se aproxima de Salvador Dali não é nenhuma bobagem, é sim uma constatação.

Conheci Marciano no final de 2013 e começamos um contato. Sempre que possível suguei dele o máximo. Jamais deixou de responder a uma questão ou me dar dicas de como meu trabalho poderia crescer. No entanto, nunca insinuou que devesse partir para algo que não dominasse e sim ser espontâneo. O trabalho dele brota, é uma enxurrada de cores e nos leva a outros lugares reais e imaginários. Trocamos obras e ele me presenteou com um lindo quadro chamado Fim da jornada que tenho em frente de minha cama. Todas as manhãs meu dia começa bem, com o melhor que poderia querer: olhando a obra deste gênio vivo.

De tudo, temos um encontro marcado, que por motivos inúmeros não pode acontecer. De qualquer maneira, todos os dias eu visito sua página virtual em busca de novos trabalhos para encher minhas retinas velhas com tanto brilho.