Parque

Parque

Por Fabrício Corsaletti

 

as folhas das árvores não fazem

nenhum esforço para permanecer presas

nos galhos ao vento e caem

no chão do parque como tantas vezes

caí dentro e fora da vida

 

mulheres duronas desabam

em sofás quebrados antes e depois

de se arrastar pelas calçadas do centro

até escritórios à prova de lágrimas

são heroínas silenciosas e mantêm o amor

em perspectiva

 

como todos espero permissão para morrer

 

Fabrício Corsaletti é colunista da revista São Paulo, da Folha de São Paulo. Publicou   Movediço (2001),  O Sobrevivente  (2003), Zôo (livro infantil, pela Hedra), Estudos para o seu corpo, Esquimó e Golpe de ar, entre outros.